O espetáculo

Guia improvável para corpos mutantes é uma destacada montagem gaúcha que recebeu o Prêmio Rumos Dança/2013 e o Prêmio Klauss Vianna/Funarte/2014. Desde sua estréia o espetáculo vem encantando público e crítica. Já foram mais de 40 mil espectadores no Brasil e América Latina que entraram nessa divertida e inteligente aventura pelo universo da imaginação que os corpos dançantes permitem. O espetáculo já se apresentou em mais de 60 cidades e participou de importantes eventos como Bienal Internacional de Dança do Ceará (Fortaleza/CE), IC: Encontro Internacional de Artes (Salvador/BA), Festival de Inverno de Garanhuns (PE), Festival Porto Alegre em Cena (RS) e Festival Enredanza – Encuentro de danza contemporánea de niños y adolescentes (Montevideu/Uruguai), entre outros.

          A obra dialoga com a dança, o teatro, o circo e as artes visuais propondo um diálogo inventivo e bem humorado sobre o corpo na cultura contemporânea. As cenas investem no jogo e ludicidade para abordar temas como o incentivo à criatividade, o respeito às diferenças, a afirmação da diversidade, e os sabores e desafios da tecnologia na vida atual. Tudo isso pautado em premissas artísticas de valorizar a educação do sensível.

        A direção é assinada pelo coreógrafo, diretor e doutor em Educação Airton Tomazzoni, que já encenou mais de 30 espetáculos, que também atua como pesquisador na área da arte, ensino e mídia. Essa atuação tem se desdobrado em oficinas, workshops e palestras para professores e estudantes e a realização de eventos como a Fórum Nacional de Dança Infância e Juventude.

         A equipe é formada por intérpretes e educadores multidisciplinares  que trafegam pela dança, teatro, música, artes visuais e circo. A trilha sonora foi especialmente criada pelo compositor Gustavo Finckler, do grupo Cuidado que mancha e premiado pelo trabalho voltado ao público infantil. A direção de arte é de Maíra Coelho, cenógrafa, bonequeira e diretora de arte que assina o premiado curta de animação Retirantes.

          E é tudo isso que faz do Guia improvável para corpos mutantes mais do que mais um espetáculo de dança, mas um investimento multifacetado na arte e na educação. Um espetáculo que, direcionado às crianças, respeita a sensibilidade e inteligência dos pequenos espectadores e com isso convida a todas as idades em que a infância ainda mobiliza.

        Como destacou o crítico  Filippi Mazutti, do site  de jornalismo cultural Nonada: “não se trata de um espetáculo necessariamente infantil, mas que deve ser acompanhado pela criança que há em cada um de nós. Esta mesma criança, inclusive, deve ser evocada como recurso para as redescobertas das capacidades de reinvenção e criação de mundos, deixando a bela mensagem de que as diferenças devem ser respeitadas – exaltadas, aliás – por representarem o potencial criativo sob o qual se orienta a espetacularidade da vida.”

 

Classificação Livre | Faixa etária indicada: de 03 a 12 anos

10001470_230416807155956_7599652831682925396_n

_MG_6056

_MG_2942

 

Concepção e direção: Airton Tomazzoni

Interpretes:  

Fernanda Boff

Karenina de los Santos

Douglas Jung

Gabriel Martins

Criação:  Diego Esteves, Fernanda Boff, Kalisy Cabeda, Karenina de los Santos ,  Douglas Jung e Gabriel Martins 

Cenografia: Maira Coelho

Figurinos: Airton Tomazzoni, Naray Pereira e grupo.

Trilha Sonora: Gustavo Finkler

Iluminação: Bathista Freire

Fotografia: Marcelo Cabrera

Produção: Fernanda Boff e Marcelo Cabrera

Contato : guiacorposmutantes@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s